Perguntas Frequentes:

1.1 As fórmulas, tem CORTICÓIDES?

A HUMECTA, desenvolveu vários produtos magistrais individualizados  para doenças inflamatórias de pele (DERMATITES, PSORIASES E VITILIGO), atualmente possuímos 48 formulações para o controle destas enfermidades.

O propósito INOVADOR dos produtos, está no veículo das formulações, onde podemos introduzir vários princípios ativos (FITOTERÁPICOS, ORTOMOLECULARES, ANTI-HISTAMINICOS E CORTICOIDES). As dosagens são introduzidas conforme a necessidade da enfermidade e, dentro dos parâmetros de segurança definidos pela ANVISA. 

 

1.2 Não quero utilizar corticoides,vocês teriam algum tratamento?

Sim, temos várias linhas de abordagem para o controle de inflamação.

 

2. Quem é a HUMECTA?

A HUMECTA é um projeto que surgiu dentro do parque tecnológico de Ribeirão Preto SUPERA com propósitos de inovações de Pesquisa e Desenvolvimento de produtos magistrais individualizados com indicações para o tratamento de doenças inflamatórias de pele.

 

3. Quem desenvolveu os produtos?

Os produtos foram desenvolvidos pelo Dr. Tiago, farmacêutico inscrito pelo Conselho Regional de Farmácia de São Paulo pelo número 38.923.

 

4. Qual idade que pode utilizar os produtos?

Temos produtos que podem ser utilizados em qualquer idade.

 

5. Já faço uso de outros tratamentos, posso utilizar associado com o tratamento?

Não recomendamos associar outros tratamentos, com o tratamento HUMECTA.

Não induzimos que o paciente troque o seu tratamento.

Fica a critério do paciente.

 

6. A HUMECTA cura a dermatites e outras doenças genéticas?

Não, toda doença genética não tem cura.

 

7. O tratamento consiste somente na utilização dos produtos?

Não, para que tenha um melhor resultado, sugerimos uma dieta alimentar associado aos produtos.

Sabemos a maior parte da ativação destas enfermidades estão ligadas aos alimentos e hábitos de vida.

Para que tenha um melhor controle, o paciente deve seguir algumas restrições.

 

8. Estes produtos podem causar alguma reação? Se der alguma reação, o que devo fazer?

Sim, todos os medicamentos podem causar reações.

Entre contato conosco para podermos solucionar.

 

9. O que vem no KIT?

Não existe "KIT", este foi o nome apelidado pelos pacientes. Desenvolvemos protocolos.

 

10. Como faço para adquirir os produtos?

·        O paciente ou o responsável deverá assinar, escanear e nos enviar um termo de compromisso onde que a HUMECTA e o PACIENTE NÃOPODERÁ DIVULGAR NOMES E FOTOS DE ANTES E DEPOIS, afim de se proteger a integridade moral de ambos.

·        Enviar as fotos da enfermidade para avaliação. Através das fotos será planejado o tratamento.

·        Deve nos informar os dados para o envio: (NOME,ENDEREÇO, BAIRRO, TELEFONE, CEP, DATA NASCIMENTO)

·        O pagamento poderá ser feito pelo Mercado Pago ouDepósito em conta.

·        O envio é feito por SEDEX.

 

 

 

 

 

 

Dermatites 

 

                          As dermatites integram um grupo de dermatoses inflamatórias cujo processo básico é um fenômeno sero-exsudativo que acomete epiderme e derme papilar. Cursam com eritema, edema, vesículas, crostas e descamação, caracterizando o eczema. Tem como sintoma guia o prurido, e a evidenciação das linhas da pele ou liquenificação. Existem inúmeros fatores etiológicos com mecanismos fisiológicos e imunopatológicos diversos relacionados às dermatites. Os eczemas mais frequentes são os de contato, atópico e seborreico, acometendo ambos os gêneros e todas as etnias.

 

Dermatite atópica

                          A dermatite atópica (DA), é uma afecção inflamatória crônica, recidivante e cíclica, cuja maior prevalência se encontra na faixa etária pediátrica. É uma síndrome Familiar, possivelmente poligênica, comumente associada à asma e rinite alérgica, com lesões eczematosas e pruriginosas. As crianças acometidas pela dermatite atópica tem maior probabilidade de cursarem com asma e rinite alérgica, em alguma fase da vida. A patogênese envolve desde a exposição a fatores ambientais (alérgenos como pólen, ácaros, alimentos), até a predisposição genética e processos inflamatórios, acarretando xerodermia e eczema, em função de reações IgE-dependentes.

                       São agentes desencadeantes: Agentes infecciosos, pois a pele do paciente apresenta maior susceptibilidade à infecções (Staphylococcus aureus), pelo prurido. Os fungos envolvidos são os do gênero Malassezia; Alérgenos alimentares, como o ovo, leite, trigo, soja ou amendoim. Aeroalérgenos, como os ácaros da poeira (Dermatophagoides pteronyssinus), animais domésticos, baratas e fungos; Fatores emocionais (estresse). Ao nível dos fatores ambientais, a DA é mais prevalente em centros urbanos, pela maior concentração de poluentes. Contudo, outros fatores de risco são os fatores hereditário (ambos pais com DA possuem 70% de chance de desenvolver a doença); do ponto de vista dos fatores imunológicos, o atópico reage intensa e desproporcionalmente com alérgenos, resultando em altas produção de IgE3,6. A DA cursa com eczema, prurido, eritema, pápulas, vesículas, escamas, crostas e liquenificação. O eczema se inicia geralmente após os três meses acometendo a cabeça (couro cabeludo e região bucinadora), além da face extensora dos membros. Dos dois anos até puberdade, o eczema ocorre nas flexuras dos joelhos e cotovelos, pescoço, pulsos e tornozelos, com liquenificação pela coçadura. No adulto, a liquenificação e as agudizações quase nunca têm exsudato, possui localização variada, principalemente em flexuras. O diagnóstico se baseia no exame clínico, mediante anamnese com história pessoal ou familiar de atopia, lesões cíclicas características, prurido ou xerose. A avaliação laboratorial determina a contagem de eosinófilos no sangue periférico, as determinações dos níveis séricos de IgE total, além de Testes cutâneos de leitura imediata e provocação oral com alimentos (padrão ouro no diagnóstico de alergia alimentar). Quanto ao impacto da doença sobre a qualidade de vida, o prurido, as alterações de humor e as alterações do sono são as mais citadas.

 

 

Os produtos desenvolvidos, são embasados em estudos científicos.



Sabonete Liquido de Calêndula


Atualmente no mercado farmacêutico e cosmético, sabemos que não existem sabonetes específicos para higienização corporal para pessoas portadoras de Doenças Inflamatórias de Pele. Através desta necessidade conseguimos desenvolver um produto que irá abranger limpeza, desinflamação e hidratação tudo ao mesmo tempo, promovendo de forma imediata o alívio das dores e coceiras provocadas pelas manifestações inflamatórias da pele.


O propósito para o desenvolvimento do Sabonete Liquido de Calêndula, tem como objetivo neutralizar ações inflamatórias através dos constituintes químicos do fitoterápico da Calêndula, já durante a higienização corporal. 


O paciente poderá utilizá-lo diariamente em seu banho sem restrições do seu uso.

Creme Reestruturador de DNA


A pele é um órgão complexo, constituida por 4 camadas: extrato córneo, epiderme, derme e a camada basal. Para que este tecido esteja em perfeita harmonia, é imprecindivel mante-la alimentada de nutrientes essenciais para a sua função orgânica. 


A exposição de excessiva de RADICAIS LIVRES provocam reações inflamatórios desenvolvendo alterações no seu código genético
 

Equinacea Loratadina 10 mg Mucuna

 
É uma combinação de três elementos, onde é constituido de 2 fitoterápicos e 1 elemento químico que é a loratadina. Este composto tem como objetivo em promover imunomodulação causando a redução das atividades inflamatórias dos macrófagos.

 

Sabemos que, o principal mecanismo de ação da Dermatites Atópica está ligado com a hiperproliferação de mediadores quimicos produzidos pelos macrófagos.


Através da combinação deste composto, podemos atuar de forma mais objetiva, e evitando a ingestão de medicamentos a base de corticóides e imunossupressores.

Loratadina 1mg/ml - Indicado para crianças

 
É um anti-histamínico de baixa potencia, é muito utilizado nas terapias para tratamentos de alergias, onde a LORATADINA possui eficiência muito ampla para tratamentos de Dermatites Atópica, através deste principio ativo evitamos o uso de corticoides.